domingo, 12 de junho de 2016

corra menina , corra sem parar

sabe sempre quis correr , correr de mim mesma , mais nunca cheguei a realmente admitir isso , me fechava e falava somente pelo meus pensamentos , me escondia tão bem de mim mesma que as vezes custava me encontrar de volta , eu já visitei o vale da escuridão , já quis até desaparecer, mas o que adiantaria se de mim não poderia me esconder .
já sorri sem achar graça , já sorri mesmo querendo chorar , sabe não queria e nem podia desabar , se não o que me restaria , seria somente lembranças que um dia seriam esquecidas , corri , corri e parei no mesmo lugar , parecia que andava em círculos e não conseguia achar o que realmente esperava , sabe nunca acreditei em contos de fadas mas ainda havia uma esperança , dizem que a esperança é a ultima que morre , e talvez esse seja o problema , talvez ela nem exista , seja somente um fruto da nossa imaginação . sabe sempre quis conhecer o segredo da felicidade , mais talvez nunca o encontre mas o que importa , se vamos continuar correndo sem parar . quer um conselho não visite o vale da escuridão ele não é legal , e como você vai fazer isso , não sei  , só corra e não olhe para trás , sabe porquê , o passado não têm nada de novo para lê contar .
OBS: O texto em NADA tem a ver com a vida pessoal da autora. A situação  apenas fictícia.